No dia 3 de Maio, eu, essa mera porcaria, dei à luz uma menina linda, grande e saudável. Siena nasceu com 3,600kg e 50 cm. Isso é bastante peso e medida se formos levar em conta que quem a carregava mede apenas 1,54m. Nasceu vermelha, parecia o leitão do ursinho pooh e com as mãozinhas roxas. Ela chorava muito, assim como seu pai e eu.
Antes de ficar grávida, costumava falar que queria ser mãe de menino. Besteira. Estou amando ser mãe de uma menina e curiosíssima pra saber como e pra onde ela vai querer ir nessa vida. Mas não tô aqui pra falar de mim. Tô aqui pra falar dela. Do seu primeiro mês.
Se eu pudesse descrever essa pequenina em uma palavra no mês de maio, a palavra seria FORTE. Siena faz força o dia inteiro. Tadinha, sofre com cólicas diariamente. Mesmo que eu já tenha tentado todas as receitas de mãe, pediatras e internet. É isso que vai deixar ela forte e determinada. Dá pra ver desde então. Ela não para um minuto. Estica os braços e as pernas e se movimenta tipo uma minhoca. Agarra meu sutiã com força quando tá mamando e levanta o pescoço toda a hora pra saber o que tá acontecendo. Claro que ela ainda não tá dura. Depois de mamar então, cai pra frente toda molenga e desengonçada que nem uma bêbada. Só que não é aquele bebê tão mole que dá medo de pegar.
Siena gosta de passear. De dar rolé no shopping e conhecer os fraldários. By the way, tanto o do Village Mall, quanto o do Fashion Mall e o do Botafogo Praia Shopping estão aprovados. Também acompanha a mamãe quando ela quer almoçar fora nos restaurantes e o melhor de tudo, não dá trabalho. Na rua, ela tá sempre quietinha. Só chora de cólica em casa… de repente ela chora é de tédio.
A menininha também adora comer e tomar banho. Inclusive, um dia fiz o favor de amamentá-la no chuveiro e como eu já previa, ela amou. O problema foi que eu morri de dor nas costas. Mas sim, valeu a pena ver aquele brilho de satisfação no olhinho dela.
Por mais estranho que possa parecer, já que sua avó criou uma conta de instagram que compartilha os diversos looks de Siena diariamente, essa pessoinha ODEIA se vestir. Mesmo no frio, sinto que ela gostaria de ficar de fralda e só.. fralda e meinha no máximo. Não é que ela não goste de estar vestida, o problema é a colocação da roupa. Cada vez que tentamos enfiar um braço dela na manga, ela se trava toda. Mais uma vez, a força. Mas não posso deixá-la com os peitinhos de fora, tenho que cobrir essa bolota. E cubro ela com roupas de menino e menina, já que além de não acreditar nessas porcariadas de menina tem que usar rosa, como não sabíamos o sexo antes dela nascer, quase todas as suas roupas são neutras.

Essa é só uma introdução. Pretendo escrever com mais frequência agora que (com a santa ajuda da minha mãe), me adaptei aos novos horários da maternidade. Antes de me despedir, tenho que dizer que estou extraordinariamente apaixonada o que me transforma numa daquelas pessoas que acabou de se deparar com o amor de sua vida: uma menina de um assunto só.

Anúncios