Não, não é por não gostar, não amar, que ocorrem as brigas, separações, intrigas, fofocas e competições. É por gostar demais, mas principalmente por cobrar que os outros gostem igual, que os outros sejam iguais, que os outros entendam passionalmente o que se faz, fala e pensa. O tempo te mostra que são poucos os que conseguem te ver como você sempre se viu. Ainda que você fale, escreva, ligue. A vida é bem solitária praqueles que buscam entender e ser entendidos. É bem mais fácil simplesmente ser e deixar os outros serem, sem analisar, sem perguntar, sem esperar. A individualidade colocada a frente da união te faz crescer em si e perder-se na sociedade. Pensar em grupo te faz ganhar mãos pra segurar e perder o fio da busca por sua própria essência. Não existe viver entre os outros e se beneficiar da lavagem espiritual que um homem encontra ao viajar sozinho ao redor do mundo, conhecendo uma pessoa nova por dia, sem criar laços. Assim como não existe se beneficiar do bem das relações, do compartilhamento de sentimentos, seguindo um caminho seu. Amar é o que nos tira da nossa busca eterna, a nossa busca eterna é o que nos tira as pessoas amadas.

Anúncios