Etiquetas

, , , ,

Don’t you think that it’s boring how people talk?
Making smart with their words again, well I’m bored…
Because I’m doing this for the thrill of it, killin’ it
Never not chasing a million things I want
And I am only as young as the minute is full of it
Getting pumped up from the little bright things I bought
But I know they’ll never own me

Baby be the class clown
I’ll be the beauty queen in tears
It’s a new art form showing people how little we care (yeah)
We’re so happy, even when we’re smilin’ out of fear
Let’s go down to the tennis court, and talk it up like yeah (yeah)

Uma pena saber que não sou mais tão nova, que nem todas as músicas se aplicam mais a mim, que todos os artistas da disney (e até os artistas que não são da Disney) são bem mais novos que eu, que a adolescência foi estendida até os 25 anos e com isso eu ganhei apenas mais alguns meses. Fica cada vez mais difícil falar sobre síndrome do Peter Pan, glee, viagens de uma ano, períodos sabáticos, ausência de filhos, ausência de um curso superior. Eu repudiei a minha parte que queria crescer por longos 10 anos e ela deve estar puta da vida comigo. Ou não, porque afinal de contas, eu casei, moro sozinha e tenho um emprego que paga todas as minhas contas. A gente perde tempo com medo de virar adulta mas não porque é difícil, o difícil é perceber o quanto é difícil ter uma vida fácil, chegar em casa a noite com a sensação de que você fez tudo certo e que o amanhã te reserva o mesmo paraíso de hoje. E amanhã vai ser igual. E é aí que mora a dificuldade. O grande desafio da vida é aceitar ser feliz por muito tempo.

Anúncios