Etiquetas

, ,

Isso é um pedido de desculpas e espero que não seja um daqueles pedidos de desculpas que mais parecem justificar os motivos do que pedir perdão por eles, por mais que eu ache que minha forma de argumentar possa disfarçar minhas intenções. Ele é pra você que me conhece, me conheceu um dia ou vai me conhecer, quem quer que você seja.

Às vezes é estranho pedir desculpas por ser quem eu sou, mas por mais que eu sempre tenha tido muito orgulho de mim e por mais que sempre tenha me achado o máximo (beijo no ombro), no final de tudo, sempre tive que dar o braço a torcer e pedir perdão por tudo aquilo que fiz diferente do que os outros esperavam de mim, porque eu, assim como qualquer outro, não aparento absolutamente tudo que eu sou à primeira vista, mesmo porque, não teria graça nenhuma se no momento que você me conhecesse, você já soubesse exatamente em que momento eu vou te desapontar, ou o que eu vou fazer de errado, ou como eu vou te incomodar num futuro próximo.

Aposto que no início eu te avisei. Eu te alertei que eu não era tão legal assim. Eu contei diversas histórias que ilustravam meu prazo de validade, pra não enganar ninguém, pra não fingir que eu era a pessoa perfeita, boazinha e fácil de lidar. Todo mundo sabe que eu não sou, todo mundo sabe que eu seria capaz de quebrar um quarto inteiro ou a cara de uma pessoa pra ganhar um argumento e todo mundo sabe que meus argumentos são cruéis e inconsequentes, porque a minha fúria é inconsequente e simplesmente não se importa. Eu te avisei.

Mesmo assim, te devo desculpas, eu sei. Parafraseando algum vídeo do youtube do mês passado, ninguém é obrigado e ponto. Ninguém é obrigado a lidar com meu lado ruim (além da minha família, coitados) e ninguém é obrigado a estar do meu lado quando eu mesma to no meu lado ruim. Sei que eu faço parecer que eu queria e até precisava de você quando eu sou essa pessoa “ruim”, mas só talvez, eu não precise de ninguém, nem quando boa, nem quando ruim. Talvez a única pessoa com a qual eu realmente precise fazer as pazes pra me tornar agradável de novo, seja o meu outro eu mesma.

Então desculpa, se eu pareci má, rancorosa, odiosa, invejosa, fria, calculista e se eu fui qualquer uma dessas pessoas horríveis com você. Eu tenho que me pedir desculpas e aceitar essas desculpas todo dia também, eu sei que cansa e sei que na verdade, precisaria implorar de joelhos pra poder valer, mas eu nunca vou fazer isso, porque pra mim, é fácil me perdoar, porque eu nunca esqueço quem eu realmente sou.

Anúncios