Etiquetas

, , , , , , ,

Hoje eu tive minha primeira folga no meio da semana, de muitas que virão. Sempre trabalhei de segunda a sexta, a não ser quando trabalhei em loja, que aí trabalhava sábado, além de tudo. Trabalhar dia sim, dia não, parece ser o esquema de trabalho perfeito pra mim. Pelo menos se o dia for de Sol. Meu dia hoje foi maravilhoso. Eu tive tempo pra almoçar com as minhas amigas, ir à praia, ler um livro quase inteiro, escrever e pensar… pensar muito e pensar sozinha.

Ultimamente eu tenho pensado demais. Não no sentido óbvio da palavra, claro. Pensado inclusive no quanto eu penso. Eu, literalmente, tenho parado pra pensar. No meio de uma caminhada, paro, reflito, algum barulho ou movimento me traz de volta à realidade e a minha mente vem junto. Os pensamentos esparramam-se e algumas vezes se perdem, pra sempre. Por isso é bom escrever. Como eu queria ser aqueles intelectuais que andam com um livrinho no bolso, fazendo todo tipo de anotações. Ou pelo menos ser alguém que conseguisse escrever dentro de um carro ou ônibus. Principalmente no ônibus. Minhas viagens diárias de ônibus abrigam minhas reflexões mais profundas que não são transcritas pra lugar nenhum, nunca.

Engraçado, hoje eu comecei o dia pensando em pensar e quando tava na praia, lendo o livro da vez: Minha querida Sputnik- que é bem legal, um romance atual de um escritor japonês sobre uma menina chamada Sumire. Minha heroína da vez, que tinha alguns aspectos parecidos comigo como a falta de senso de direção e o sonho de escrever romances, também escrevia sobre pensar. A diferença é que eu tinha escrito sobre pensar muito e estava lendo sobre alguém que estava assustada por ter parado de pensar. Mesmo assim, foi bom compartilhar com alguém, mesmo que esse alguém fosse fictício.

Minha conclusão no dia de hoje foi: pensar muito pode te deixar maluco. O fio do pensamento às vezes desenrola sozinho e chega em lugares que a gente não quer, mas se chegam lá, é porque esses lugares existem. Mas não interessa, nem sempre queremos saber a verdadeira origem de tudo aquilo que passa pela nossa cabeça. E é assim que pensar tanto pode levar a gente à loucura. Por outro lado, não pensar é pior. Sem pensar, você acaba se afastando do que de verdade é você porque você vira alguém que já foi pensado e ninguém já foi pensado por completo. Por mais completo que você possa se achar, você ainda não morreu. Isso significa que muito ainda vai acontecer e mudar dentro de você. Brainstorm yourself, all the time. Por mais que te deixe confuso, vai te deixar sempre mais perto de quem você é.

Anúncios