Minha cara tem vida própria. Ela não me obedece nunca. Eu mando ela ficar quieta e ela continua dando um show de performance pro público. Ela tá rindo quando eu deveria estar séria, e está enfezada quando eu deveria estar rindo. Eu tento em vão controlá-la e o que acontece? Contorço ela toda, fico parecendo um monstrinho, cheio de rugas, com a boca prum lado e o nariz pro outro. Bem feito, ela merece. Idiota. Maluca. Minha cara é sincera demais, não me deixa mentir e às vezes até conta pros outros o que eu não queria contar. Imbecil. Ela flerta com todos os pedreiros na rua, do meu prédio até o ponto de ônibus porque não para de rir, e eu tenho que escutar:  “tá feliz, hein (princesa)??!!”  . Sério, cara, minha linda carinha, o que os pedreiros tem a ver com a minha felicidade, você não poderia simplesmente ficar neutra por dois minutos? Não, ela não consegue. Ou ela tá rindo muito, sorrindo, gargalhando ou ela tá sofrendo loucamente e eu tenho que escutar de desconhecidos “tá passando mal, filhinha?” – NÃO.- É só minha cara que não consegue ficar quieta por um único minuto. Ela não me deixa existir sozinha. Ela quer que todo mundo saiba como eu to, sempre. Posso começar a andar de máscara por aí? (que nem o resto da humanidade)

Anúncios